quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Digo ou não??

Sou uma cusca de primeira, pode parecer muito mal, dito assim, mas é verdade, gosto de uma boa novidade, fresquinha, e escabrosa. Por um lado, gosto de uma boa novidade, por outro, detesto aquelas pessoas que fazem juízos de valor das outras,que estão sempre a dizer mal, que se acham cheias de razão e que, todos os outros que, por algum motivo, não seguiram o seu percurso profissional e pessoal são uma nulidade.
Confesso, estou a pensar numa pessoa específica, daquelas de nariz empinado que nasceu com o rabo virado para a lua, daquelas que eram as betas, sempre irritante, desde o Secundário e já lá vão anos e mais anos, daquelas com quem me dei, porque eram filhas de amigas da Mummy... Ora, a mocinha casou com um beto. Ele é, também, um mocinho de bem, sempre aclamado como um moço jeitoso, com um emprego de muita responsabilidade, bem pago, esforçado,blá, blá... 
Eis, que no outro dia, encontrei-o com os amigos. Fiz-lhe um aceno breve, sim, não tinha vontade de estar a aturá-lo. Ele respondeu da mesma maneira. Tudo teria ficado bem, se, eu não o tivesse visto mais tarde, outra vez, numa roda de amigos a fumar marijuana, ganzas, charutos, o que lhe quiserem chamar!! À pois é, o senhor certinho, o marido imaculado, fuma umas!! Seria-me completamente indiferente, se a esposa dele não fosse uma preconceituosa de primeira apanha, que defende, e pior acho que acredita mesmo, que quem vive num bairro social é que se droga, os ricos não precisam disso! As pessoas que eu aturo!  
Pois, é há novidades que mais vale nunca saber, acredito que a mulherzinha não sabe, por um lado dava-me vontade de lhe dizer assim abertamente,só para ver a cara dela (sou mesmo má!) por outro não sou capaz! Na próxima vez, que ouvir, à e tal o não sei quantos blá, blá, blá...vou morder a língua para não dizer: É pois, já agora onde será que ele conheceu os moradores de bairro social com que fuma? 
Prontos, estou num mega dilema, aguento-me a não contar, ou humilho a preconceituosa? Vá, digam lá de vossa justiça, o que fariam?

2 comentários:

  1. Se contar vai ser muito muito gostoso, na hora. Depois vai começar a azedar, digo eu e não vai compensar o bem que (nos) soube pelo mal que (nos) faz. Apenas a minha opinião, claro.

    ResponderEliminar

Deitem cá para fora as vossas opiniões!!